A parte que falta

"Quando você saiu eu ainda fiquei lá. Sentada no banco, com os dois pés plantados no chão. Assim, já preparados para quando eu fosse me levantar. Fiquei esperando alguma coisa acontecer, alguma coisa externa que me tirasse de lá. Quase acenei desesperada pra você voltasse. Procurei nos bolsos alguma coisa pra te devolver também -  as chaves, um chiclete, uma bala. Te ligar e dizer 'volta, que eu esqueci de te entregar uma coisa'. Fiquei lá sentada. Te esperando. Quem sabe você não entrasse no carro e se lembrasse de que não tinha me beijado. E assim voltaria. (...)"

Nenhum comentário:

Postar um comentário