tenho medo

desse tédio que me tira a vontade de viver
medo de que esse medo acabe e eu não sinta mais nada
não tenha nada para dizer

não quero mais saber o que minas gerais fez comigo
ou onde é que foi parar meu coração

e a solidão
desde não sei quando
se tornou sagrada

todas as minhas tentativas
tem sido falsas

dei férias à esperança
que inda ontem depositei no amor

(prefiro pensar assim)