o desespero

é uma sanfona

vai e volta
abre e fecha

sempre ecoando
o som agudo

que vibra
em cada livro

na estante
na cama

em tudo
que lembra
você