11

o que entrego de mão beijada
não passa de cartão de visita

chegará o ponto em que terás 
de desvendar sozinha
com o esforço de tuas mãos
os segredos mantidos em sigilo 

ora, um homem há de ter em si
um lugar além da entrega voluntária
onde só um corpo estranho alcança
quando o desbrava com exatidão

por isso, como forma de ajuda
não moverei um sopro a teu favor
somente teu toque e tua vontade
serão capazes de revelar o oculto

caso contrário será como receber 
um presente da própria vida 
e se contentar em apreciar 
a beleza do lacre da embalagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário