22

na embriaguez
esquece meu nome

e ao perdê-la de vista
me perco de nós

mas não tenho pressa
se é essa sua liberdade

sou livre a meu modo
prefiro a lucidez

consciência não é barreira
é caminho que leva a si

para ela, eu sou o atalho
é para isso que estou aqui

desperta horas depois e sente:
a realidade aumenta a pressão

espero até que volte a si
e temerosa, faço um pedido

more no meu coração
com o direito de ir e vir

e sinta-se feliz
como se fosse seu próprio lar

porque um dia
ah... um dia ele será!

Nenhum comentário:

Postar um comentário