autoajuda

Lembro-me de outras dores e procuro algum tipo de diferenciação. Algo que as torne especiais e únicas. Só o que vejo são tristezas e lágrimas e saudades que não passaram. Hoje eu desistiria de ser escritora para me libertar de tudo isso. Para achar o meu orgulho, o meu silêncio, e a beleza da minha solidão. Colecionei tantos amores falidos e não sei no que me tornei. Me perco em tantos olhos e não encontro meu próprio olhar no espelho ou mesmo dentro de mim. Esqueça o passado, esqueça o futuro, o presente é a única eternidade. Ame a si mesma. Seja você. Seja egoísta. Enxergue em si mais do que a beleza externa. Enxergue em si mais do que os outros veem. O melhor sempre passa despercebido. Principalmente quando se está com o coração fechado. Você não pode abrir o coração de ninguém. Você é pequena, incapaz. Cuide de si e estará de bom tamanho. Um dia eu aprendo.

um dia..

Nenhum comentário:

Postar um comentário