"Que está na fantasia dos infelizes"

Olha, eu não vou facilitar as coisas para ti porque não tem sido nada fácil para mim. Tu não me ajudas quando me olhas daquele jeito, acaricias minha mão de uma forma quase invisível e dizes que tal roupa me deixou mais bonita. Não se trata de vingança, de dar o troco, mas esses atos me fazem perceber que não estou sozinha no barco e fiques sabendo que nunca paro de remar antes de alguém. Portanto, enquanto ainda houver sinais vitais da tua parte, eis-me aqui, doçura. Eis-me aqui de todas as formas que desejares, na personificação de cada uma das tuas fantasias e na encarnação real do teu conceito de amor. A cada hora imagino, penso, idealizo o momento em que tirarás o coração do bolso e entregarás a mim. Durante a noite, meu inconsciente refletido em sonhos relembra onde quero chegar. Eu imploro para que o vento sopre mais forte dessa vez, e traga teu cheiro para perto de mim. Imploro para que nossas energias sejam realmente compatíveis, harmônicas, e para que você me mande aquela mensagem no meio da noite dizendo que sonhou comigo. E quando o dia amanhece, coloco no pulso um relógio parado, que é pra ver se retarda minha pressa de viver, minha pressa de você.

Um comentário:

  1. "não estou sozinha no barco e fiques sabendo que nunca paro de remar antes de alguém." amei mesmo essa parte.

    ResponderExcluir